quinta-feira, 21 de março de 2013

Frases populares.

Estou sem tempo para escrever, mas algo que aconteceu tenho que colocar aqui.
Há algum tempo eu escrevi aqui a respeito de muitos ditados populares que me servem de inspiração, e que aprendi na minha infância, com meus bisavós.
Nas últimas décadas surgiram novos ditados populares, mas infelizmente as pessoas aparentemente vêm reduzindo suas massas encefálicas e repetem aquilo sem questionar.
Não sei se devido à influência dos livros de auto-ajuda, mas o fato é que muitos vivem acreditando mais em palavras do que em ações. São exemplos na vida pessoal, política, profissional e por aí vai.
Tem algumas frases que quero mencionar aqui, mas saem do tema do blog, então vou me conter e mencionar apenas uma que foi dita por uma amiga no trabalho e muitos repetem aquilo como se fosse a melhor coisa a fazer. Quando escutei aquilo e expliquei para ela que ela estava errada, olhou para mim como se eu fosse um alienígena ou louco. Ainda deu um sorriso de desdém.
A frase é: "Para se ter alguma coisa tem que fazer uma dívida". Já ouvi muitos falarem a mesma coisa. Os pais estão ensinando os filho tudo errado.
Comprar financiado ou parcelado é pagar juros e impede de barganhar um desconto a vista.
Se você vai comprar algo de 5000 reais e parcelado acaba pagando 8000, são 3 mil reais a menos de produtos que você adquire.
A empolgação da compra se desfaz logo, mas a conta continua chegando por muito tempo.
Eu sei que nem toda compra parcelada ou financiada é ruim. Imprevistos acontecem e qualquer um pode precisar de um empréstimo ou comprar um bem financiado em uma emergência. Eu posso vir a ter dívidas devido a imprevistos e se não souber o que fazer, podem piorar muito as dívidas. Tem também aquelas dívidas boas que podem te trazer bons resultados. A troca de um aluguel por um financiamento de imóvel, por exemplo. Uma ferramenta para trabalho, que se paga com o uso. Basta analisar cada caso e saber se realmente é bom ou não. 
Como evitar isso? Simples. Se a dívida é por um desejo seu e não uma necessidade, não há um plano para isso, aguente firme. Vá para casa e volte depois de 2 ou 3 dias. Talvez você chegue à conclusão que não vale a pena se apertar com aquilo. Talvez você seja um consumidor compulsivo e compre mesmo assim. Continue tentando e busque sua felicidade.
Dívida boa é dívida planejada.
Dívida ruim é dívida por impulso, emotiva.
A minha amiga? Está reclamando que não consegue pagar as contas.